Atendimento: 3302-6650 | 99254-3035

Dr. Giuseppe #NaMídia

Saúde urológica desempenha papel crucial na qualidade de vida na melhor idade

Com o aumento da expectativa de vida, a saúde dos idosos tornou-se uma prioridade e, parte essencial desse cuidado, envolve a atenção à saúde urológica, que desempenha um papel crucial na qualidade de vida na melhor idade. O presidente da Sociedade Brasileira de Urologia seccional Amazonas (SBU-AM), cirurgião uro-oncologista Giuseppe Figliuolo, afirma que adotar cuidados urológicos adequados pode ajudar a prevenir problemas e manter a vitalidade durante o processo de envelhecimento humano.

Ele destaca que, umas das mais importantes medidas, que por vezes é ignorada, é a manutenção da hidratação, já que beber água é fundamental para manter a saúde do sistema urinário.

“Idosos devem garantir uma ingestão adequada de líquidos para evitar infecções urinárias e problemas de funcionamento renal. Além disso, no caso do Amazonas, a população tem enfrentado temperaturas cada vez mais acima da média, o que eleva a importância da ingestão de líquidos, como água, chás e sucos naturais, por exemplo. No caso da água, é importante ingerir cerca de dois litros ao dia, pois, com o funcionamento adequado do sistema urinário, substâncias nocivas acabam sendo eliminadas, evitando uma série de problemas futuros”, destacou o especialista, que é doutor em saúde pública.

Ele lembra que os idosos são mais suscetíveis a infecções urinárias. Por isso, beber bastante água, urinar regularmente e manter uma higiene adequada são formas de prevenção práticas e essenciais.

Outro ponto destacado por Figliuolo é a necessidade da prática de exercícios regulares para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, e é considerada crucial para prevenir incontinência urinária, um problema comum entre os idosos. “Consultar um fisioterapeuta pode ajudar na identificação dos exercícios adequados. Vale destacar que a incontinência urinária é fator que pode causar o isolamento de alguns indivíduos da sociedade, levando, por exemplo, à depressão, além da infecção urinária, em casos em que a alteração não é tratado da forma adequada. Por isso, não se pode negligenciar a questão”, frisou.

Fruto de inúmeras recomendações no consultório médico, a manutenção de uma alimentação balanceada também pode privilegiar a saúde urológica. Uma dieta rica em frutas, legumes e fibras, desempenha papel fundamental na prevenção de várias alterações, como o diabetes, obesidade, hipertensão, entre outros. Mas, além disso, também contribuiu para a prevenção da constipação intestinal, a qual pode levar ao agravamento de problemas urinários, por exemplo, alerta Giuseppe Figliuolo.

Não é raro que pessoas na melhor idade façam o uso contínuo de inúmeros medicamentos para o controle de alterações, que estão, na maioria das vezes, relacionadas à negligência com a saúde ao longo da vida. Por isso, Giuseppe Figliuolo reforça que “certificar-se de que seu médico esteja ciente de todos os medicamentos que está tomando, é importante durante a avaliação médica, pois, alguns deles podem afetar a função urinária e causar efeitos adversos quando combinados com outras medicações que eventualmente venham a ser prescritas e que, isoladamente, trariam benefícios na melhoria do quadro clínico do paciente”.

Visitas Regulares ao Urologista

Exames de rotina com um urologista são fundamentais, principalmente após os 50 anos, pois ajudam na detecção precoce de doenças que podem levar a alterações mais graves e que, se tratadas adequadamente, logo no início, podem ser curadas, sem maiores transtornos aos pacientes. “Discussões abertas sobre saúde urológica com um médico são essenciais para um envelhecimento saudável w levam a orientações importantes, que podem melhorar a qualidade de vida. No caso da população masculina, essa recomendação é redobrada, já que os homens costumam frequentar menos os consultórios que as mulheres para os check ups anuais”, assegurou o uro-oncologista.

De acordo com ele, também é preciso ficar alerta a eventuais mudanças nos hábitos urinários, como frequência, dor ou sangue na urina, além da coloração. Tais alterações podem indicar a necessidade de investigação por um urologista de forma imediata, já que podem ser sinais de alterações diversas.

Figliuolo explica que a idade em que a maioria dos problemas urológicos começa pode variar, dependendo do tipo de alteração. Mas, algumas delas são mais comuns a partir dos 50 ou 60 anos, como a hiperplasia prostática benigna (HPB – aumento da próstata), os cânceres de próstata e de bexiga, além das infecções urinárias de repetição e a disfunção erétil.

“Manter a saúde urológica em dia é muito relevante para que os idosos possam continuar desfrutando de uma vida ativa e independente. Ao adotar alguns cuidados e hábitos simples, pode-se enfrentar o envelhecimento com mais qualidade de vida e bem-estar, reforçando a tese de que a vida após os 60 é realmente a melhor idade”, concluiu.

Compartilhe:

#Artigo

Câncer de pênis: identificar e tratar lesões na fase inicial podem evitar amputações pela doença

#Artigo

Higienizar o pênis da forma adequada pode evitar o câncer e salvar vidas; FCecon registra casos avançados da doença

#Artigo

SBU lança campanha de combate ao câncer de pênis; doença acometeu 21,7 mil homens em 10 anos

#Artigo

Cirurgia segura envolve a escolha correta da anestesia e rigor ao seguir os cuidados pré-operatórios

#Artigo

Cirurgias têm chances de sucesso potencializadas quando orientações pós-operatórias são seguidas rigorosamente

#Artigo

”Em meio aos desafios da modernidade, priorizar os hábitos saudáveis e o bem-estar nunca foi tão importante”

#Artigo

Pequenos escapes de urina tem causas variadas e podem comprometer qualidade de vida dos pacientes

#Artigo

Novembro Azul chega ao fim com uma chamada à ação permanente pela saúde masculina 

#Artigo

Na FCecon, pesquisa inédita avaliará evolução do câncer de próstata

#Artigo

Apesar de altamente tratável na fase precoce, câncer de próstata ainda mata um homem a cada 40 minutos no Brasil

Saúde do Homem:

Além da prevenção contra o câncer de próstata

PRÉ AGENDAMENTOS

Sua saúde em primeiro lugar