Atendimento: 3302-6650 | 99254-3035

Dr. Giuseppe #NaMídia

Prefeitura destaca necessidade de quebra de paradigmas para promoção da saúde do homem

A necessidade de quebrar paradigmas que são responsáveis pelo distanciamento dos homens das unidades de saúde foi discutida na webconferência Diálogos na Atenção Primária à Saúde (APS), desta quinta-feira, 3/11. O evento, criado pela Prefeitura de Manaus para reforçar o processo de educação continuada dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), abriu a programação da campanha Novembro Azul.

A abertura da transmissão foi realizada pela diretora de Atenção Primária (DAP) da Semsa, Sonja Ale Farias, que explicou o esforço dos profissionais de saúde para acolher os homens na atenção primária.

“Já estamos conseguindo sensibilizar esse segmento, mas ainda percebemos um distanciamento. Devemos destacar que a Semsa vem se esforçando muito para a promoção da saúde do homem. Um exemplo disso são as unidades de horário ampliado, que podem receber esse público que tem uma rotina bem agitada, mas que precisa se cuidar. As estatísticas mostram que embora nasçam mais homens que mulheres, eles morrem mais cedo”, disse Sonja.

O médico Giuseppe Figliuolo, atual presidente da seccional do Amazonas da Sociedade Brasileira de Urologia, convidado especial da conferência, iniciou sua participação destacando o slogan da campanha Novembro Azul: “Homem, saúde é vida. Cuide-se de novembro a novembro”, ilustra bem a necessidade de estimular a busca dos serviços de saúde pela população masculina, que ainda resiste à adoção dos cuidados preventivos.

Giuseppe mostrou que, no Brasil, a população de homens é de 100 milhões, sendo que 40% desse número são de pessoas com mais de 40 anos. Embora a expectativa de vida seja mais de 70 anos, eles vivem 7 anos a menos que as mulheres, dado que está diretamente relacionado à falta de cuidados preventivos. As campanhas de saúde masculina, reconhece o urologista, têm impacto menor que as campanhas direcionadas às mulheres.

“Só para se ter uma ideia, 51% dos homens admitem que não consultam o médico de forma regular e a maioria só vai quando é levado pela parceira. 30% têm medo de ficar impotente, um temor maior do que o de ficar desempregado. Outro ponto importante é que o câncer de próstata é o que mais preocupa, embora elas não procurem o serviço por medo. São tabus que precisam ser derrubados e por isso pedimos inclusive, ajuda das parceiras para nos ajudarem a desfazer esses temores”, destacou.

Câncer de próstata

Após abordar os sintomas do câncer de próstata (que em sua fase inicial não mostra sintomas), dentre os quais estão dificuldade de urinar, sangue na urina ou no esperma, diminuição no jato da urina, necessidade de urinar mais vezes durante o dia e à noite, Giuseppe destacou a importância do diálogo entre a atenção primária e a média complexidade.

“Muitos homens estão desorientados, sem saber por onde iniciar os cuidados, e nesse ponto é necessário enfatizar que a Unidade Básica de Saúde é a porta de entrada para começar a se cuidar. Ao perceber que há alguma anormalidade, o médico da atenção básica pode pedir um exame mais direcionado, mas é importante frisar que quanto mais cedo o problema for identificado, mais fácil ele poderá ser tratado”, pontuou.

Dentre as formas de prevenção estão a adoção de um estilo de vida mais saudável e a prevenção secundária, que passa por uma avaliação periódica pelo médico urologista.

“A prevenção total é impossível, mas ao adotar os cuidados, a chance de desenvolver o câncer de próstata diminui bastante.  A obesidade, por exemplo, é um fator de risco para a doença”.

A webconferência também contou com a participação de Patrícia Marques, gerente de Ciclos de Vida, do chefe do Núcleo de Saúde do Homem,  Meirivaldo Maia, e do assessor técnico, Daniel Oliveira.

Novembro Azul

A programação do Novembro Azul será realizada por meio de mutirões de atendimento ao longo do período matutino aos sábados, nos Distrito de Saúde (Disa). Cada distrito realizará o “Dia D” do Novembro Azul, direcionado aos homens do território para serem acolhidos com serviços de saúde.

Programação

No dia 5/11, a atividade será realizada na USF Alfredo Campos, na alameda Cosme Ferreira, s/nº, bairro Zumbi, na zona Leste; no dia 12/11, será na USF Major PM Sávio Belota, na rua Samambaia, nº 786, bairro Santa Etelvina, zona Norte; no dia 19/11, será na USF Leonor de Freitas, na avenida Brasil, s/nº, bairro Compensa I, zona Oeste; no dia 26/11, na USF Dr. José Rayol dos Santos, na avenida Constantino Nery, s/nº, bairro Flores, zona Centro-Sul.

Na zona rural, a intensificação será concentrada em três unidades de saúde durante a semana: USFR Ada Viana, USFR Ephigênio Sales e USFR Nossa Senhora de Fátima. As UBSs fluviais Antônio Levino e Ney Lacerda também estarão focadas na campanha, além dos serviços de rotina, durante seus itinerários.

Compartilhe:

#Artigo

Câncer de pênis: identificar e tratar lesões na fase inicial podem evitar amputações pela doença

#Artigo

Higienizar o pênis da forma adequada pode evitar o câncer e salvar vidas; FCecon registra casos avançados da doença

#Artigo

SBU lança campanha de combate ao câncer de pênis; doença acometeu 21,7 mil homens em 10 anos

#Artigo

Cirurgia segura envolve a escolha correta da anestesia e rigor ao seguir os cuidados pré-operatórios

#Artigo

Cirurgias têm chances de sucesso potencializadas quando orientações pós-operatórias são seguidas rigorosamente

#Artigo

”Em meio aos desafios da modernidade, priorizar os hábitos saudáveis e o bem-estar nunca foi tão importante”

#Artigo

Pequenos escapes de urina tem causas variadas e podem comprometer qualidade de vida dos pacientes

#Artigo

Novembro Azul chega ao fim com uma chamada à ação permanente pela saúde masculina 

#Artigo

Na FCecon, pesquisa inédita avaliará evolução do câncer de próstata

#Artigo

Apesar de altamente tratável na fase precoce, câncer de próstata ainda mata um homem a cada 40 minutos no Brasil

Saúde do Homem:

Além da prevenção contra o câncer de próstata

PRÉ AGENDAMENTOS

Sua saúde em primeiro lugar